segunda-feira, 16 de julho de 2007

Os fotologs e a língua de Camões

Um fotolog é um blog de fotos, quer dizer, um site que permite que qualquer um de nós coloque fotos na Internet com facilidade e rapidez.
A maior parte dos fotologs é individual, ou seja, as pessoas fotografam paisagens, eventos (aniversários, casamentos, viajens...), lugares, placas, obras de arte, animais, plantas, outras pessoas, etc e publicam-nas no seu fotolog com um comentário.
Então, qualquer pessoa que encontre esse fotolog (amigos, por exemplo) pode deixar um comentário sobre as fotos lá disponíveis.
Mas também existem fotologs colectivos, que abordam temas como matrículas de carros, água, núvens, bebés, cães, pés, mãos e um sem número de outros temas.
Quando abrimos um fotolog encontramos o ecrã dividido em 3 colunas imaginárias: a primeira (do lado esquerdo do ecrã), que contém, em tamanho pequeno, as fotos colocadas no fotolog pela pessoa que o possui; a segunda (no meio do ecrã) contém a primeira foto da primeira coluna ampliada, o comentário do "dono"do flog e por baixo os comentários dos visitantes. Na terceira coluna (do lado direto do ecrã) encontram-se os fotologs dos amigos do dono do fotolog (os seus fotologs favoritos).
Há alguns dias atrás encontrei, por acaso, um fotolog de uma jovem que vive aqui em Maputo e a partir desse fotolog fui navegando por outros que ela tinha como seus favoritos e ainda por outros que foram aparecendo cada vez que eu entrava num novo fotolog.
Ao ler os comentários dos visitantes dos diferentes fotologs que encontrei, reparei que os mesmos são muito semelhantes tanto no conteúdo das mensagens como na forma de as escrever. Aqui deixo alguns exemplos de comentários a fotografias que encontrei nalguns dos fotologs de jovens de Maputo por onde "passei":
"Komeh pah Soft?aki tudo online...A pic esta mngh fire...Grameii ! keep it up"
"oi...nixe pick este ftlog e giro"
"xiiiiii vuce tas bonitaa paaaa gostei da pic ta mng niceee paaa beijaooo pa tuu"
"KOmE tD NiCe ?A pic Ta MnG FiX GrAmEi bJSS"
"helloooooo,linda pic....bjinhos de boa semana"
"hey!parabenja bro!epa mts ans d vida akela base!"
"Hehe a pic ta cool....Boa semana...."
"oi....ta foffy a pik......gutei...bom fdsbjx"
O que têm estas frases em comum?
- Primeiro: quase todas as palavras estão abreviadas (por exemplo, mng signifca, suponho, maningue, pic ou pik significa picture, que quer dizer, em português, fotografia);
- Segundo: por vezes há uma junção de duas palavras (ou de uma palavra com uma letra) que origina uma terceira (por exemplo, "parabenja", que eu suponho que queira dizer "parabéns a");
- Terceiro: nem sempre as letras maiúsculas aparecem apenas no início de uma frase ou a seguir à pontuação;
- Quarto: há, com bastante frequência, a utilização de palavras intrusas de outras línguas, em particular do inglês;
- Quinto: há ainda uma letra também intrusa, o K, que substitui muitas vezes o "qu". E por falar em substituir, há ainda o X em vez do S ou o J em vez do S;
- Sexto: no que diz respeito ao conteúdo das mensagens, o mesmo parece óbvio: quase todas têm início com um breve cumprimento ao dono do flog ("oi pita") e por vezes à humanidade ("oi ppl" - abreviatura que quer dizer people), a seguir comentam a fotografia referindo-se à sua "qualidade" com um mínimo de palavras ("nice pic") e terminam com uma despedida igualmente curta do género "fui..."
Querem ver também?
Convido os colegas a percorrerem alguns destes fotologs. Para tal basta irem ao site http://www0.fotolog.com/. A partir daqui poderão escolher o país que vos interessa, a seguir a cidade e depois é ir em frente e ver em directo, a cores e na primeira pessoa...
Boa viagem!!!
Michele Neves

4 comentários:

pita disse...

yehhhhhh... Baril... Nice post!
Pena não ter pictures...
mas gramei...
Fui...

Jaime disse...

É verdade que a escrita usada em fotologues e quejandos não é a mais educativa e que podem criar vicíos de escrita. Não se pode fazer nada? Pode, e muito. Não, não é proibir os fotlogues, mas sim explorá-los na escola e na sala de aula. Não percebo porque é que os professores de línguas não exploram mais os blogues e a internet. E uma escola como a EPM que está tão bem apetrechada poderia perfeitamente pôr todos os alunos a escrever o seu blogue, fotologue, página Web, Wiki ou mesmo podcast, cuidando para que a língua fosse correctamente usada, sob a batuta esclarecida do professor, orientando, corrigndo o que deve ser corrigido, mandando refazer o que ainda não saiu como deve ser.

michele disse...

Concordo consigo, Jaime, aliás, quando coloquei o artigo aqui no blog foi mesmo com a intenção de "provocar" os professores de Língua Portuguesa (e não só) da EPM-CELP.

IM disse...

Olá Mic
Não sabia que tinhas tantos dotes para a escrita. Amei. I. Máriza