sábado, 21 de fevereiro de 2009

Como decorreu a acção de formação em TIC ?

A acção de formação em TIC que teve lugar na Escola Portuguesa de Moçambique entre os dias 7,14 e 21 de Fevereiro do ano em curso decorreu num ambiente agradável e tranquilo.
A primeira sessão foi dedicada a Internet, onde aprendemos a fazer buscas utilizando o motor de busca google que é o mais usado. Na mesma sessão vimos como se usa o YouTube que é o dispositivo de vídeo. O primeiro dia foi muito especial pra mim porque foi o dia que aprendi a criar correio electrónico, algo que a bastante tempo desejava.
O segundo foi interessante, pois aprendi muita coisa como a criação do blogue. Foi um dia que não queria sair a hora marcada porque a aula estava animar.
Gostei imenso pra mim foi uma oportunidade ímpar, pois pude aumentar os meus conhecimentos.
Espero voltar cá numa próxima oportunidade para aprender mais.

A minha formação

A sessão de formação, duma maneira geral correu bem. Lamento ter começado só no segundo dia, devido a informação tardia do início deste curso, por parte de quem foi encarregue, em fazer chegar a informação até a escola onde lecciono. Esta falha não só afectou a mim, mas também aos meus colegas.
Acerca dos conhecimentos adiquiridos, tenho a dizer que professor transmitiu-os com sabedoria e foi comunicativo, contribuindo deste modo para uma aprendizagem eficaz. Para terminar agradeço pela opotunidade que tive e louvo o esforço, que a Escola Portuguesa de Moçambique faz em capacitar professores moçambicanos. Os conhecimentos aqui adiquiridos irão nos ajudar na nossa tarefa de docência.

Refletindo sobre o decurso da acção de Formação

A acção formativa constituiu um momento especial no qual novos conhecimentos foram adquiridos.
Esta acção decorreu num ambiente acolhedor, com um professor brilhante, isto é tem domínio dos conhecimentos de que lecciona, usou métodos adequados à disciplina,para completar a receita é motivado.Como diriam os que conhecem a fórmula do sucesso( conhecimento, habilidade e interesse), são aspectos notórios no Docente.
Quanto aos colegas foram bem comportados, objectivos, pois sabiam colocar as sua dúvidas na hora certa,porém por sermos pouco inexperientes na área da TIC provavelmente talvez tenhamos sido menos curiosos.
A maior das frustrações vem me daquele ditado que diz " Saber pouco é veneno". Por quê? Descobri o maravilhoso mundo da TIC,mas o tempo não permitiu uma maior exploração,porém isto nada tira competência nem mérito ao professor a questão ta relacionada ao tempo que lhe foi concedido para nos transmitir a sua experiência.
Apoiando me da célere frase do Sócrates" Sei que nada sei",espero que este seja o primeiro passo para um grande salto para aprofundar os conhecimentos adquiridos.
O meu obrigado à instituição, ao docente e ao novos colegas e todos que permitiram a minha presença nesta instituição. Estamos juntos!

Formação tic´s 2009

Preciso de milhares e milhares de anos para conhecer o mundo e sobre ele escrever, tratando-se de investigação sem o recurso à novas tecnologias, ora vejamos, em apenas três sábados seguidos, em mim a obscuridade e o medo de nunca saber sobre o mundo fora cessou, significa: Nesta sessão de formação em Tecnologias de Informação e Comunicação na qual fui uma das beneficiárias, neste estabelecimento de ensino, pude porém descobrir possibilidades diversas de conhecer o mundo nas suas inúmeras vertentes, buscar dos outros e dar de mim, numa sentada, ou seja, sem precisar de me deslocar um centímetro apenas, digo mais, esta formação despertou em mim o gosto pela própria ciência ligada às TIC´s, pelo que a abertura foi maior, tanto que, claro tenha se tornado a capacidade de viver novos, se não, outros horizontes...

Criar um filme em movie maker

video
Nesta última sessão da acção de formação introdução às novas tecnologias foi feita uma demonstração das potencialidades do Windows Movie Maker em montar filmes. No nosso exemplo criamos uma animação com base em imagens. Este software, de fácil aprendizagem, permite ao professor e aos alunos fazerem montagens de qualidade que podem vir a partilhar por exemplo no YouTube.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Espaços online

Na segunda sessão da acção de formação, introdução às tecnologias de informação, esta foi dedicada à publicação de artigos online. Numa primeira fase utilizou-se este blog e posteriormente os formandos criaram o seu próprio espaço de acordo com os temas que gostariam de desenvolver. Foi uma sessão muito interessante. Os blogues criados foram os seguintes:

Escola Primaria de Malhangalene

A Escola Primaria 7 de Setembro fica localizada na cidade de Maputo, no bairro de Malhangalene.
No inicio esta escola leccionava apenas de primeira a quinta classes. Actualmente a escola lecciona EP1 EP2, ou seja de primeira a sétima classes. À semelhança das outras escolas primarias esta escola teve um aproveitamento pedagógico negativo na sétima classe, no ano passado, pois muitos alunos tiveram negativas na disciplina de Matemática.

A Educaçao em Moçambique

A educação é a base fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade. Se todos tivéssemos oportunidade de frequentar uma escola, bom seria. Na realidade neste pais, a educação para muitos é algo de um outro mundo alheio ao seu. Quando falo de educação falo de escolarização, pois cada pessoa recebe uma educação no seu berço. Seria positivo se milhares de cérebros adormecidos fossem explorados para que a ignorância se transformasse em sabedoria, para que este país saísse da pobreza absoluta para a riqueza absoluta.

O novo horário da 1ª e 2ª classe em Moçambique

Ontem fiquei surpreso quando apercebi-me de que a 1ª e a 2ª classe, tinham de permanecer mais tempo na escola(5h), o que permite maior interação com o professor, pois as crianças ficavam mais tempo em casa do que com o professor, esta medida visa melhorar a qualidade de ensino, pois o professor irá dar mais atenção as dificuldades de cada criança, dedicar mais tempo à leitura e escrita. A qualidade de ensino é fundamental para que o Homem possa dar melhores respostas face aos problemas que enfrenta, porém surgem novas questões face a medida tomada pelo MEC, Será o tempo de permanência na escola é a causa do péssimo rendimento das nossas crianças? Existem condições criadas para que o desempenho não seja afectado por longos períodos de concentração que a criança ficará na escola tendo em conta que maior parte das nossas crianças são desfavorecidas?

Uma brincadeira, uma aprendizagem

Decorreu sábado último, um festival de crianças de idades compreendidas entre os seis aos nove anos de idade, com a denominação ´´ cuide de si e cuide dos outros. Este festival, tem por objectivo a integração de todas criança em jogos e brincadeiras educativas em vista a fazer toda criança feliz. O mesmo, ocupou o espaço desportivo e cultural da aldeia de crianças SOS. O evento movimentou cerca de dois mil crianças provenientes de vários cantos da cidade e província de Maputo entre elas, representantes de determinadas escolas primárias oficias e ou privadas e outras a representarem as suas respectivas comunidades. Ouvindo sensibilidades nas pessoas das mesmas crianças entrevistadas pela nossa direcção de evento, tornando o censo comum, elas afirmam a não distinção e estigma entre elas em relação as sua particularidades nas suas enúmeras vertentes, pelo que apostam em festejos em comum, para um crescimento saudável.

O novo amigo da Internet


Aurélio Milione Parruque, Moçambicano, Técnico Profissional em Administração Pública e Autárquica N3, actualmente é Estudante do 4º ano de PAGE- Planificação, Administração e Gestão de Educação na Universidade Pedagógica em Maputo.

Em grande no mundo global...

Olá gente boa do mundo que me viu nascer. Eu sou Nora Mabutana, o meu pai é Flor a minha mãe é Cristina, sou de nacionalidade moçambicana, natural de Maputo – Cidade, onde feliz ou infelizmente encontro me a residir até então. Sou uma doninha (assim consideram-me os moçambicanos que comigo cruzam-se), estou no intervalo de vinte e cinco a trinta anos de idade, tenho o nível médio de formação académica, continuo a estudar tanto que encontro me a frequentar um dos cursos oferecidos pela Universidade Pedagógica, sou docente, não pela formação mas por experiência e paixão em leccionar, principalmente, níveis primário onde o mundo é infantil e impressionante, portanto, carrego comigo um sonho de colocar em cada criança um sorriso que eu mesma queria que alguém me tivesse colocado quando eu ainda era criança. Estou integrada pois na acção de formação da Escola Portuguesa de Moçambique, no curso de Tecnologias de Informação e Comunicação.

Aprender, aprender sempre

Chamo-me Marcela Zacarias Muando, residente na cidade de Maputo, sou bacharel em Ensino Língua de Francesa, formada pela Universidade Pedagógica de Moçambique, actualmente sou docente numa das escolas da capital. Gosto de leccionar pois deste modo contribuo para formação de milhares de moçambicanos. Nas horas livres gostos de cuidar da minha casa, e da minha família. Sempre que tenho oportunidades gosto de adquirir novos conhecimentos , por isso, hoje encontro-me na Escola Portuguesa de Moçambique para mais uma formação em Ciências de Tecnologias de Informação e Comunicação.

Vieira Muianga na primeira pessoa

Sou Vieira Fernando Muianga de 29 anos de idade, estudante universitário na Universidade Pedagógica delegação de Maputo, curso de Geografia segundo ano. Sou professor primário, na cidade da Matola, na Escola Primaria Completa da Machava A desde 2000.
Na escola onde lecciono nos últimos 3 anos trabalhei com a disciplina de inglês.
Desde o dia 7 de Fevereiro do ano em curso estou a frequentar o curso de Tecnologias de Informação e Comunicação, na Escola Portuguesa localizada na cidade de Maputo.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Gala Jovem 2009


A comissão de finalistas de 2008/2009 vem por este meio convidar toda a comunidade educativa da EPM-CELP para a GALA JOVEM 2009 - "Amores de Verão" - que se irá realizar no dia 21 de Fevereiro (sábado) a partir das 19h30.


Vai haver muita dança, música, desfiles, moda e muito mais. Apenas 200 cocos por entrada ou 300 o casal.


Vem deleitar-te na nossa Moda de Verão!


Comissão de finalistas 2008/2009

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

“QUEM CONTA UM CONTO... ACRESCENTA UMA PÁGINA.”

Após o sucesso que foi esta actividade com alunos do 2ºCiclo, a BEJC ( Biblioteca Escolar José Craveirinha)informa os alunos do 3ºCiclo e do Secundário de que decorrerá, durante o segundo período, a referida actividade para estes níveis de ensino.
Para tal, os alunos devem dirigir-se à BEJC, a partir do dia 19 de Janeiro, e solicitar os cadernos( um para cada ciclo) disponíveis para o efeito. Cada aluno escreverá uma página, dando continuidade à história até à sua conclusão. Esta coincidirá com o final do segundo período ou com a utilização das últimas páginas de cada caderno.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

3 de Fevereiro - Dia dos Heróis Moçambicanos



O feriado do 3 de Fevereiro pretende celebrar todos os Heróis Moçambicanos, sobretudo os que lutaram pela libertação Nacional. Contudo, os que lutaram pela democracia e todos aqueles que lutam para que ela continue a ser o cenário do dia-a-dia de Moçambique também não podem ser esquecidos, neste ou em qualquer outro dia.
Mas como qualquer comemoração se reporta a um acontecimento concreto, este é o 3 de Fevereiro de 1969, dia do assassinato (através de uma encomenda-bomba) do Doutor Eduardo Chivambo Mondlane, em Dar-es-Salaam, capital da Tanzânia. E contam-se já 40 anos desde esse fatídico dia.
Eduardo Mondlane nasceu a 20 de Junho de 1920 em Manjacaze, província de Gaza. Oriundo de uma modesta família, sem tradição académica, contou a ajuda de uma instituição religiosa suíça para singrar nos estudos, primeiro em Moçambique, depois na África do Sul e, por fim, nos Estados Unidos da América (depois de uma curta passagem por Portugal). Licenciou-se e, posteriormente, doutorou-se em Sociologia. Foi professor universitário de História e Sociologia e trabalhou para as Nações Unidas.
Atendendo às suas habilitações literárias, podia muito bem ter exercido a sua actividade profissional num dos dois países onde estudou fora de portas, já que tanto na África do Sul como nos E.U.A. havia uma segregação racial relativamente à população negra, com particular incidência para o país africano. Contudo, uma situação ainda mais injusta se vivia na sua pátria, a colonização feita por Portugal.
Depois do fim da II Grande Guerra, viveram-se os tempos da descolonização e quase todas as potências colonizadoras sentiram que tinha chegado o fim dos Impérios. Só Portugal continuou tenazmente a defender os seus territórios ultramarinos, dos quais fazia parte Moçambique.
Regressado a África, Eduardo Mondlane, apoiado nos seus conhecimentos e numa muito particular liderança, feita mais de razão que de força, consegue unir os três movimentos de libertação que moçambicanos nacionalistas tinham formado fora de Moçambique, formando um só movimento, a Frente de Libertação de Moçambique – FRELIMO, a 25 de Junho de 1962, na Tanzânia, de que foi o seu primeiro presidente, permanecendo nessa função até à sua morte. A partir da Tanzânia, a FRELIMO vai-se estruturando e alinhavando a estratégia para acabar com a colonização portuguesa.
O Doutor Eduardo Mondlane não teve a oportunidade de assistir a esse acontecimento. Contudo, pode ser considerado o founding father * da Nação Moçambicana, mesmo antes de ela vir a ser constituída. O seu livro, “Lutar por Moçambique”, foi só um dos seus legados.

* Pai fundador

O Grupo Disciplinar de História