segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Até Sempre EPM-CELP

Eis que de súbito me vejo, por razões pessoais e familiares, a abandonar Moçambique e aquilo que ele tem de melhor - a EPM-CELP. De facto, é já com alguma nostalgia que deixo uma casa em que fui por todos muito bem acolhido. Aqui, nestes dois últimos anos, cresci e evoluí pessoal e profissionalmente a ponto das aprendizagens e experiências terem moldado de forma indelével a minha personalidade e cosmovisão.
A EPM-CELP é inquestionavelmente uma escola de excelência em muitos aspectos - o seu ambiente cosmopolita, as suas excelentes instalações e equipamentos, as óptimas condições de trabalho que são oferecidas aos seus funcionários, o clima de hospitalidade e cordialidade permanente, o dinamismo quotidiano das suas actividades curriculares e extra-curriculares, fazem desta uma escola de excepção.
Agradeço a todos com quem convivi o facto de me terem proporcionado esse enriquecimento pessoal e profissional - Direcção Pedagógica, colegas, funcionários e alunos. Não obstante, aqui fica uma menção especial aos colegas de grupo - ao Nuno Domingues; à Maria Manuel Seno; ao Lázaro Impuia; ao Jorge e Piedade Pereira, à Luísa Antunes e ao, já ido, Francisco Mascarenhas -foram sempre solícitos, cordiais e solidários. Referência também à Equipa do Jornal Pátio das Laranjeiras - Estela Pinheiro, Judite Santos e Fulgêncio Samo - sempre empenhados e pacientes.
A finalizar alusão a quatro grandes amigos que deixo na EPM-CELP: o Jeremias Correia, grande responsável pelo meu ingresso na instituição e a quem gabo a inteligência e sentido de humor; o Alexandre Areias, a quem agradeço a solidariedade permanente e a sua natureza genuinamente transmontana; o Nuno Adão, a quem louvo a capacidade de pensar e dizer o que os outros hipocritamente escondem; e o Manuel Rocha que se destaca pela bonomia e permanente disponibilidade para ajudar o próximo.
A todos os que «fazem» a EPM-CELP desejo os melhores sucessos pessoais e profissionais e que continuem, por muitos anos, a sua valorosa missão em prol da educação e da difusão da cultura e língua portuguesas.
Aos alunos e encarregados de educação dou o meu testemunho pessoal de que a EPM-CELP é uma escola propiciadora de um ambiente ideal para o crescimento dos seus educandos e que deve ser apoiada e valorizada sem reservas.
Até sempre EPM-CELP
Rodrigo Borges

4 comentários:

Alexandre Areias disse...

Uma perda de vulto sem dúvida. A vida é mesmo assim, vai-se, vêm-se...e isto é uma piada! Mas, fica uma grande amizade! Isto não vai ser a mesma coisa... mas é assim mesmo. Vemo-nos em breve! Até já!

Manuel J. R. disse...

É, sem dúvida alguma, uma súbita notícia que nos leva a perder um óptimo profissional, um bom amigo e colega.

Estamos juntos!!

Michele Neves disse...

Adeus Rodrigo, felicidades para ti.

Ana e João disse...

Rodrigo,
Quero desejar as maiores felicidades e que tudo corra pelo melhor...

Quem sabe o teu SEMPRE seja ja no virar da esquina.


Abraco
Joao Carolino